magnifying glass

IPS e.max Relatório Científico

Taxa de sobrevivência de 96 por cento

O Relatório Científico sobre IPS e.max confirma a confiabilidade do sistema

O desempenho clínico de praticamente qualquer outro material odontológico foi tão documentado quanto o do IPS e.max. Um Relatório Científico foi publicado contendo os resultados do estudo dos últimos 16 anos.

O sistema de cerâmica pura foi cientificamente documentado desde seus estágios de desenvolvimento. Os resultados do estudo com notáveis especialistas contribuíram para a compilação de uma excelente base de dados. Esta informação e o cumprimento das altas expectativas dos clientes em termos de confiabilidade e estética são a base para o sucesso dos produtos. O relatório científico sobre este sistema de cerâmica pura ilustra claramente a confiabilidade excepcional dos materiais.

Todos os materiais satisfazem os usuários
O relatório fornece um resumo dos resultados mais importantes do estudo in vivo e in vitro de 2001 a 2017. Os resultados falam por si: A taxa média de sobrevivência para o dissilicato de lítio e o óxido de zircônio é de 96%.
Além disso, o Relatório de Clínicos Independentes de novembro de 2018 (Volume 11, Edição 11) confirma uma alta taxa de sobrevivência de 95% para o IPS e.max CAD em 8 anos.

Alternativa viável às restaurações metalocerâmicas
Devido às suas altas taxas de sobrevivência, as restaurações de cerâmica pura feitas de IPS e.max, em muitos casos, apresentam uma excelente alternativa às restaurações metalocerâmicas, que ainda são consideradas padrão em odontologia.

Cientificamente apresentado
O Relatório resume de forma sucinta e acessível os resultados in vivo mais importantes dos estudos 16 IPS e.max CAD, 12 IPS e.max Press e 11 IPS e.max ZirCAD.

O Relatório, assim como o Relatório dos Clínicos Independentes de novembro de 2018 (Volume 11, Edição 11), podem ser baixados.

Imagem cortesia do Dr. Lucio A. Quevedo Hernández / Ramón A. Sánchez Hernández, México